Complexo Turístico, Gastronômico e Cultura, está relegado ao abandono?

Desenvolvido para ser um centro de entretenimento, o Complexo Turístico, Gastronômico e Cultura, foi no apagar do governo Carlos Alberto Ramos de Faria, uma das grandes realizações que a cidade ganhou.

Inaugurada na noite do dia 16 de dezembro de 2016, a proposta do complexo era de incrementar a praça da estação, com um importante centro turístico ferroviário, que conta parte da história e da vocação da cidade, também um importante centro gastronômico, onde o que a de melhor da gastronomia mineira é oferecido aos turistas e nossa população.

Essas duas primeiras propostas casam muito bem com a máquina a vapor Zezé Leone e o vagão restaurante Trem de Prata, da Associação Amigos do Trem, presidida por Paulo Henrique Nascimento.

Leia mais sobre o Complexo no JM deste sábado.