Diferenças entre candidatos e eleitores afetam representação

Um dos maiores desafios do processo eleitoral brasileiro é a representação parlamentar. O distanciamento entre eleitor e eleito é criticado por estudiosos e rechaçado por aqueles que defendem mais representatividade dos diferentes segmentos sociais nas Casas que decidem os rumos de nosso País, estados e municípios.

Nas eleições deste ano para a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), os dados registrados pelo Tribunal Regional Eleitoral do Estado (TRE-MG) comprovam que a desproporção antecede os resultados das urnas. Elas são percebidas já ao analisarmos as candidaturas que estão colocadas para disputar uma vaga de deputado estadual.

A representatividade dos segmentos sociais no Legislativo pode ser comprometida pelo distanciamento entre eleitores e candidatos – Arquivo ALMG – Foto: Daniel Protzner

Segundo maior colégio eleitoral do País, perdendo apenas para São Paulo, Minas Gerais tem 15,7 milhões de eleitores aptos, o correspondente a 10,66% do total no País. Do eleitorado mineiro, 51,95% são mulheres, mas, apenas 31,16% das candidaturas são femininas.

A desproporção de gênero não é a única na comparação entre os perfis de eleitores e candidatos ao Parlamento mineiro.

No quesito escolaridade, a diferença é muito mais aguda. Enquanto 43,21% dos 1.363 candidatos registrados possuem ensino superior completo e 30,96%, o ensino médio completo, apenas 6,82% dos eleitores têm um diploma de graduação e 20,46% completaram o ensino médio.

A maior parcela do eleitorado mineiro, 29,66%, nem chegou a concluir o ensino fundamental. Somados analfabetos, os que apenas leem e escrevem, aqueles que não concluíram o ensino fundamental e os que possuem apenas os nove primeiros anos do ensino, o número chega a 51% dos eleitores registrados.

Distâncias entre idade e renda também são profundas

Quando se analisa a idade dos candidatos x eleitores, a diferença também é acentuada. As faixas etárias no eleitorado são muito mais distribuídas. A maior parte daqueles que tentam se eleger a deputado estadual está concentrada entre 45 e 59 anos, o correspondente a 44,68% das candidaturas. Apenas 24,65% dos eleitores estão nessa mesma faixa, embora ela também seja a que abriga a maior parte desse universo.

Outra boa parcela dos candidatos, 26,34%, tem entre 34 e 44 anos, faixa etária de 19,95% dos eleitores. A segunda maior concentração do eleitorado tem entre 25 e 34 anos, alcançando 20,33% contra 11,74% dos candidatos dessa faixa.

Os mais jovens, entre 18 e 24 anos, que já estariam aptos a se candidatar e detêm 13,42% do eleitorado, são os que menos encontram opções entre os possíveis representantes. Apenas 34 candidatos, ou 2,28%, participam das eleições. O maior equilíbrio se encontra entre quem tem entre 60 a 69 anos: 12,47% dos candidatos e 11,14% dos eleitores.

 

 

Renda – A renda média entre candidatos e eleitores também é muito desproporcional. Embora o TRE não possua informações sobre os ganhos financeiros do eleitorado, dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostra que, em 2016, o salário médio mensal do brasileiro foi de R$ 2.149. Em Minas a média recebida pelo trabalhador foi de R$ 2.005. Já o rendimento médio familiar per capita reduz para R$ 1.224, no Estado.

O registro do TRE traz as declarações de bens dos candidatos. Dos 1.363 que disputam o cargo de deputado, 131 (9,61%) possuem patrimônio acima de R$ 1 milhão e 117 (8,5%) possuem entre R$ 500 mil e 1 milhão. Não há informação disponível de 466 candidatos, o que equivale a 34,19%.

Dos que declararam bens, o maior percentual, 243 (17,83%) está na faixa de até R$ 50 mil, seguidos por 209 (15,33%) entre R$ 50.01 e R$ 200 mil e 197 (14, 45%) que registraram patrimônio entre R$ 201 e R$ 500 mil.

Hotsite Eleições 2018 – A ALMG lançou um hotsite com conteúdos especiais sobre o processo eleitoral de 2018. Na página, estão reunidos materiais produzidos pela TV Assembleia, áudios da Rádio Assembleia e notícias da Assessoria de Imprensa da ALMG. O objetivo é oferecer ao eleitor informações que o auxiliem a embasar seus votos e destaquem a importância da sua participação nos pleitos estaduais e federal.

ALMG