PJ Minas dá início às plenárias regionais

Agora é com os polos regionais. Passada a etapa municipal, o Parlamento Jovem de Minas (PJ Minas) entra em nova fase a partir desta sexta-feira (3/8/18), quando terão início em vários polos os grupos de trabalho da etapa regional. E já na próxima quarta (8), começam as plenárias regionais.

Projeto de educação política voltado a estudantes do ensino médio, o PJ Minas tem como tema deste ano a violência contra a mulher e mobiliza 82 municípios agrupados em 16 polos regionais.

Para os estudantes, o desafio da vez é discutir, em grupos de trabalho nos polos, as propostas que foram aprovadas na etapa municipal para coibir a violência contra a mulher. Na sequência, essas propostas serão votadas nas plenárias regionais, compondo o documento que cada polo defenderá na etapa estadual do projeto, em setembro próximo, em Belo Horizonte.

“Esperamos um debate agitado, porque já trocamos informações e sabemos que as outras cidades do nosso polo também têm bons argumentos”, espera Maria Gabriela Claudino Barros, aluna da rede estadual do município de Guaxupé (Sul de Minas).

A cidade vai sediar uma das primeiras plenárias regionais do PJ Minas, recebendo, na próxima quarta (8), estudantes das vizinhas Poços de Caldas e São Sebastião do Paraíso. Juntas com Guaxupé, elas formam o polo Sudoeste do projeto, que é realizado pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), por meio da Escola do Legislativo, em parceria com câmaras municipais.

Maria Gabriela adianta que as propostas que seu município defenderá foram fruto de intensas discussões travadas em três rodas de conversa, cada uma delas tendo a missão de construir três propostas para cada um dos três subtemas trabalhados no projeto: violência doméstica e familiar; violência nos espaços institucionais de poder; e violência e assédio sexual.

“São assuntos polêmicos e difíceis, mas ouvindo opiniões uns dos outros e mudando ideias chegamos a um consenso, com muito esforço”, conta a estudante.

Brunna Luyza dos Santos, da coordenação do polo Sudoeste, acrescenta que a empreitada valeu a pena. “Um tema que poderia trazer desconforto para os estudantes nessa idade foi abraçado por todos. Ninguém que começou no projeto desistitu, tamanha a relevância da discussão” destaca ela, que, na etapa municipal, atuou em Guaxupé e espera um total de 90 estudantes na plenária regional de seu polo.

Esta é a quarta vez que Guaxupé participa do PJ Minas. “O projeto cresce a cada ano, tanto que já virou um desejo dos diretores de escolas, que cada vez mais abrem as portas para o PJ”, revela Brunna.

Para os estudantes, o desafio é discutir as propostas que foram aprovadas na etapa municipal – Arquivo ALMG – Foto: Reprodução

Preparação antecipa agenda regional

Assim como o polo Sudoeste, também na quarta (8) os polos Norte, Sul IV e Triângulo realizam suas plenárias regionais nos municípios de Montes Claros, Pouso Alegre e Uberlândia, respectivamente.

Na sequência, e até o dia 17 deste mês, será a vez dos demais polos realizarem suas plenárias regionais, que serão encerradas em Caratinga e Divinópolis, sedes dos polos Vale do Rio/Doce/Vale do Aço e Oeste, respectivamente.

Mesmo entre os últimos no cronograma das plenárias, o polo Oeste já se antecipou na preparação, contando para isso com contribuições como as do PJ de Divinópolis, que compõe o polo e divulgou na fanpage estadual do projeto e no Portal da ALMG vídeo e documento com dicas sobre como estudar o documento de propostas, trazendo orientações para que os jovens reflitam e cheguem aos grupos falando a mesma língua, como destaca Samuel Marques, da coordenação do projeto na região.

Na mesma direção, e também na contagem regressiva para a plenária regional do polo Metropolitano II, alunos do Parlamento Jovem de Itabira participaram de uma oficina de estudo do documento regional, que contou com a participação também de ex-estudantes do PJ que compartilharam sua experiência em edições anteriores.

O polo ao qual Itabira pertence está entre os três cujos grupos de trabalho se reúnem já nesta sexta (3): Carandaí sedia os grupos do polo das Vertentes; Varginha, os grupos do polo Sul III, e Itabira recebe os estudantes do Metropolitano II.

Etapa valoriza contribuições de cada cidade

Além da escolha das propostas de cada polo, é nas plenárias regionais que começam na semana que vem que os estudantes também escolhem os jovens que irão à plenária estadual e definem uma sugestão de tema para o PJ Minas 2019, que deve levar em conta aspectos como originalidade, relevância social e viabilidade.

“Essas plenárias regionais coroam todo o trabalho feito em cada município do polo. É a oportunidade que os representantes de todos os municípios do polo regional, eleitos em cada cidade, têm de se encontrar para debater e propor sugestões para as políticas públicas ligadas ao tema trabalhado”, dimensiona Ricardo Moreira Martins, da coordenação estadual do projeto.

Ele acrescenta que as plenárias regionais também são fundamentais para fortalecer o projeto e propiciar que estudantes de mais municípios possam participar ativamente das discussão temáticas do Parlamento Jovem de Minas, que, nesta edição, tem 22 municípios que participam do projeto pela primeira vez.

ALMG