Trio assalta caminhoneiros em dois postos de combustível

Na cidade de Alfredo Vasconcelos na noite de segunda-feira (19), três caminhoneiros que estavam parados no estacionamento de um posto de combustível tiveram seus bens subtraídos por três criminosos, sendo que um deles estava armado.

No local, as vítimas não souberam precisar a rota de fuga ou veículo utilizado pelos malandros. A vítima de 25 anos de idade relatou que foi levada a quantia aproximada de R$ 100,00 (cem reais); já da vítima de 50 anos de idade foi subtraída a quantia de aproximadamente R$ 270,00 (duzentos e setenta reais) e um aparelho celular pertencentes à empresa de transportes para a qual trabalha, além de R$ 150,00 (cento e cinqüenta reais) e um aparelho celular pertencentes à vítima.

A outra vítima, de 59 anos de idade, esclareceu que foram levadas duas mochilas contendo duas calças e três camisas de uniforme da empresa onde trabalha, uma calça jeans de uso pessoal, além de documentos e a quantia de R$ 30,00 (trinta reais).

Durante o atendimento da ocorrência, os militares foram informados de que três assaltantes com as mesmas características repassadas pelas vítimas haviam acabado de assaltar mais quatro motoristas de caminhão que estavam em um outro posto de combustível, também localizado às margens da BR 040.

No local, a vítima de 34 anos de idade relatou que os criminosos levaram dele a quantia de R$ 900,00 (novecentos reais) e um aparelho de celular. Da vítima de 38 anos de idade foi subtraído um aparelho celular e a quantia de R$ 350,00 (trezentos e cinqüenta reais), da vítima de 51 anos de idade foi roubada a quantia de R$ 500,00 (quinhentos reais), e já da vítima de 28 anos de idade, foi subtraído um aparelho celular e a quantia de R$ 35,00 (trinta e cinco reais).

As características dos criminosos e dados dos suspeitos foram repassadas às demais equipes policiais para continuidade do rastreamento, porém até o fechamento desta edição a PM não obteve êxito.

Infelizmente a modalidade de crime organizado tem conseguido tirar o sossego de quem transita pela BR 040, e quem o prática infelizmente tem prosperado.

Foto: ilustrativa